♥♥♥♥♥♥♥Lá vem ela...

Oi Gente, hoje vou escrever sobre Gestação, sobre a chegada de uma nova vida à vida.



Minha melhor amiga está gestante. Estamos esperando ansiosos que mais uma greguinha de sangue brasileiro chegue ao mundo para darmos um sonoro: 
- Bem vinda, Maria! (esse será o nome da boneca que está com 4 meses e meio de formação).

Minha linda amiga (Alini), está em ótima forma e quase não se nota muita diferença no seu físico mas, fica uma pergunta: - Os enjoos são responsáveis por isso?

Não é necessário explanar sobre a diferença de reações de qualquer coisa entre um organismo e outro, isso é um fato lógico.

 Quando Ocorrem?

Normalmente os enjoos ocorrem no 1º trimestre da gravidez e são muito frequentes na parte da manhã. Cerca de 10% das mulheres sofrem com enjoos durante toda a gravidez, mas os outros 90% param de sentir seus efeitos a partir do 2º trimestre de gestação.

Por que ocorrem?

Ainda há muita controvérsia sobre o assunto mas, predomina atualmente, o entendimento de que boa parte da culpa recai sobre o aumento dos níveis do hormônio hCG. Outro fator causado pelos hormônios é o "estomago preguiçoso", que é a lentidão de esvaziamento do estomago, o que provoca sensação de saciedade e empanturramento, por parte das grávidas, com pequenas quantidades de alimentos.

Mulheres jovens ou, mulheres que já sofriam com náuseas ou, mulheres grávidas de gêmeos ou, mulheres muito ansiosas, apresentam maior incidência de vômitos.

Deve ser considerado normal sempre?

Não. Existe um agravamento dos enjoos matinais que deve ser observado e tratado pelo médico.
Esse enjoo anormal faz com que a gestante simplesmente não consiga ingerir nem alimentos ou líquidos sem ser estimulada ao vômito e recebe o nome de Hiperemese Gravídica. A hiperemese gravídica ocorre em 0,5% a 2% das gestações e se caracteriza por vômitos frequentes, não responsivos ao tratamento, associado a desidratação, alterações hidreletrolíticas e perda de peso. Como a grávida não consegue se alimentar nem ingerir líquidos, o internamento hospitalar pode ser necessário para que se possa administrar fluidos e alguns nutrientes por via intravenosa.

Como prevenir ou atenuar?
  • Evite grandes refeições
  • Procure se alimentar sempre que estiver se sentindo bem
  • Evite comer e deitar ou comer perto da hora de dormir
  • Coma o que tiver vontade
  • Não prepare a própria comida
  • Hidrate-se e dê preferência a líquidos frios, pois são melhores tolerados
  • Descubra os gatilhos dos enjoos e evite-os
  • Não se canse muito. Evite a fadiga!
  • Evite comidas apimentadas e gordurosas. Os cítricos são uma boa pedida.
  • Não fique de estomago vazio
Eu me lembro que na minha gravidez eu me sentia até envergonhada em sair de casa pela enorme frequência dos meus enjoos, mas eu era muito nova, ansiosa e já nauseava antes da gravidez, ou seja, tudo que estimula eu já tinha.

Minha linda amiga também sofre com os enjoos, mas nesta gravidez, que é a segunda dela, ela está um pouco melhor. Ela tem seus dias, seus altos e baixos e, acho que é assim para a maioria das pessoas.

O melhor que temos a fazer é nos concentrarmos no momento especial que estamos vivendo e que estamos compartilhando com as outras pessoas, afinal, nossa gravidez pertence a várias pessoas (familia, amigos, etc.). Eu mesma estou acompanhando aqui do Brasil a gravidez da minha amiga lá na Grécia e sinto todo tipo de sentimento (preocupação, alegria, saudade, ansiedade, curiosidade, etc.)

Temos que aproveitar nosso momento e torcer pra essa partezinha incômoda passar logo. Afinal, nem tudo são flores, mas nada pode valer mais a pena.

Um beijo à todos e em especial pra minha amiga, Alini (minha irmã do coração)!!!
Me despeço com um ansioso:
- Venha logo, maria!

♥♥♥♥♥♥♥♥

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...